terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Resenha: Profundamente Sua - Trilogia CrossFire



20130127-125147.jpg



"O vício é a marca de toda história de amor baseada na obsessão." Frase do livro Comer, Rezar e Amar.

Essa frase do livro alheio ilustra exatamente o tipo de relacionamento que Gideon e Eva tem.

Sinopse Oficial: Profundamente Sua
"Gideon Cross. Ele é tão bonito e perfeito do lado de fora quanto é danificado e atormentado no interior. Ele era uma chama brilhante e ardente que me chamuscou com o mais escuro dos prazeres. Eu não poderia ficar longe. Eu não queria. Ele era o meu vício... meu desejo... todo meu. Meu passado foi tão violento quanto o dele, e eu estava tão machucada. Nós nunca iríamos ser normais. Era muito difícil, muito doloroso... exceto quando era perfeito. Aqueles momentos em que a voragem do amor desesperado eram a loucura mais requintada. Fomos completamente subjugados pela nossa necessidade. E a nossa paixão nos levaria além dos nossos limites para a mais doce borda da mais nítida obsessão."

Honestamente não acreditei no conceito "amor" do livro, mas sim na obsessão de uma pessoa para outra.
Dois pertubados carentes com a auto estima lá no pé.

A sequência de Toda Sua é chata, lenta e muito confusa.

Não no sentido de compreensão, mas sim na falta de detalhes e de esclarecimento sobre a possessão de Gideon.

Se ele ama Eva? Não vi isso. Mas vi uma garota que entendeu seus tais profundos segredos e eles se apegaram pelo medo. Medo da solidão.

Quem nunca?

Bom, achei um livro pouco útil e com umas ideias pesadas. O fato de Eva ter beijado um ex namorado só para irritar Gideon e o cara ter falado "não vou desistir de você nunca"
Oi? Corno manso ou perseguidor profissional?

Mais uma vez a parte sexual da coisa está como no outro livro... Nenhuma novidade quando o assunto é ele ser "dominador"... Ele está mais para espírito obsessor, isso sim!!!

Finalização do segundo livro da trilogia foi tensa.

O estuprador de Eva começa a ameaçar Gideon que o mata. Ah, e a polícia arquiva o caso. Afinal, o tal do Nathan iria matá-la mesmo, então já que ele era um verme a policia nem ligou...

E então no final do livro tudo é esclarecido: Gideon se afasta dela para cuidar desse probleminha...

Bom, não sei quantas pessoas passam por isso na vida real, mas ficou claro que Gideon é maluco.

Deu pra aprender alguma coisa:
Quando o assunto é amor x obsessão, a linha tênue pode nos confundir.
Quantas de nós quer tanto ficar ao lado da pessoa amada que não pensa se a outra pessoa está feliz.
O sentimento de possessão nos faz as vezes limitar a vida da pessoa amada, reduzindo circulos de amizade e sobrecarregando cada vez mais um relacionamento dependente caindo na rotina, tristeza e caminhando para um fim doloroso.

Quem ama deseja a felicidade (mesmo que as vezes vc fique triste)...

Pensem um pouquinho meninas, não absorvam tudo que leem!

Bjinhus

Ale

Nenhum comentário:

Postar um comentário