sábado, 6 de abril de 2013

Cada um tem o amor que merece ... Por @LuhGuedes

coração




Tem uma frase, que já citei em outro texto inclusive, que não sai da minha cabeça: “Cada um tem o amor que merece ter” (O Garoto Invisível) e eu concordo! Cada um tem o amor que merece ter e o que você merece? Não sei, não sei mesmo, mas eu mereço o melhor amor do mundo! Parei de me satisfazer com migalhas, com ligações vazias e mensagens que não me preenchem. Não quero mais ser a pessoa pra quem o outro liga, quando está carente. Não quero ser a pessoa que está disponível pra quando apenas o outro quiser. Não, já chega, chega de ser boazinha para os outros, é hora de ser boa para mim e olhar mais para o que eu quero e preciso!


Não, não tenho medo de ficar sozinha, porque a pior solidão que existe, é a solidão a dois. E não pense que não quero ter alguém ao meu lado, claro que quero, todos querem, até as mulheres mais independentes do mundo querem ter um namorado, um marido, um “namorido” pra chamar de seu. Mas quero alguém que seja meu de verdade, que eu não precise fingir ser uma pessoa que não sou. Que eu possa falar o que penso, mesmo que essa pessoa não concorde! Não concordar em tudo também faz parte, mas o respeito tem que vir acima de tudo. Quero uma pessoa que lute por mim, que me prove que vale a pena estar junto.


Não quero mais paixões que me tiram o sono, que me perturbam, quero um amor tranquilo e como diz Cazuza, com sabor de fruta mordida. Quero alguém que me escute, que segure minha mão, que fique em silêncio quando for necessário, que me faça calar quando eu começar a falar demais. Quero alguém que argumente, que mostre meus erros e me parabenize pelos meus acertos. Quero um relacionamento real, onde não precise fazer joguinhos para satisfazer o outro, que nos satisfaçamos com a realidade.


Não quero um príncipe encantado das histórias infantis, nem os mocinhos dos filmes de romance e nem os heróis das histórias em quadrinhos. Quero um homem que não tenha medo de se relacionar, aliás, pode ter medo sim, desde que seja forte o suficiente para enfrentá-lo e que essa força seja maior do que o medo.

Relacionamento não são fáceis, tem os dias bons e ruins, mas o que seria dos dias bons se não existissem os ruins? Tem coisa mais gostosa do que fazer as pazes? Tem coisa melhor do que ter alguém pra ligar quando você conquista uma meta, ou quando você perde uma batalha? Tem coisa melhor do que aquele abraço longo e silencioso quando precisamos? Esse abraço não é qualquer um que sabe dar, só quem ama, se preocupa e quer o bem do outro.



Relacionamentos verdadeiros estão raros, mas como eu mereço o maior amor do mundo, eu não vou desistir dele fácil assim. É difícil e não é impossível. Como uma romântica incurável, me recuso a acreditar que esse amor não existe. Ele existe sim, está aí fora procurando por mim e eu? Eu vou lá pra fora, ver se encontro com ele.


Texto: Luh Guedes| Foto: Google


Nenhum comentário:

Postar um comentário