sábado, 27 de abril de 2013

Estilo Parisiense - Livro Madame Charme

livro parisiense



Quem conhece Paris e ou é louca para conhecer, vai amar essa dica de leitura. Livro recentemente lançado no Brasil, “Madame Charme - Dicas de estilo, beleza e comportamento que aprendi em Paris”, surgiu de um post de Jennifer L. Scott, estudante americana que em 2001, com apenas 20 anos na época, foi para Paris fazer um intercâmbio. Jennifer tinha um estilo largado e despojado, com a cara de Los Angeles e em Paris se deparou com mulheres sofisticadas, charmosas e muito elegantes. Paris foi vista por ela, como uma escola e assim que voltou de lá, escreveu em seu blog Jennifer L Scott um post falando sobre 20 coisas que ela aprendeu na França.

 

E texto foi um sucesso, e Jennifer resolveu aumentar as dicas, que acabou resultando nesse livro, mas ela não esconde a dificuldade na mudança. Aqui no Brasil, por exemplo, temos o hábito de “guardar” nossas melhores roupas para ocasiões especiais, enquanto em Paris, as mulheres sempre estão usando suas melhores roupas. O lema é ter poucas peças, de bom gosto e excelente qualidade. Colocar a arte parisense de vestir e viver em prática exige disciplina e muita força de vontade. Pra vocês ficarem com água na boca, no caso da leitura, com brilho nos olhos, vou mostrar cinco hábitos parisienses que podem mudar seu conceito de vida, retirado de Madame Charme:


madame charme


1 - Fique longe dos lanchinhos. Francesas comendo biscoitos, balas e chocolates no meio da tarde? Difícil de ver. Atacando a geladeira antes de dormir? Impossível! “Lanchinhos não são chiques. A francesa de verdade não belisca entre as refeições”, contou Jennifer ao ELA. “Isso as ajuda a manter a famosa boa forma e aproveitar melhor as refeições principais”.


2 - Valorize a qualidade. Use suas melhores roupas, acessórios e louças com frequência. Todo dia é um dia especial na vida de uma francesa e deveria ser na sua também. Isso vai ajudá-la a dar mais valor a suas experiências rotineiras.


3 - Incorpore simples exercícios físicos ao seu dia a dia. Jennifer conta que a dona da casa de seu namorado, que também fez intercâmbio em Paris, morava num andar alto de um prédio sem elevador e não via problema nenhum em subir a pé. “A vida em Paris é ativa - exercício faz parte do cotidiano”, escreve a autora. O resultado desse hábito francês? Saúde. Então que tal abandonar o elevador, estacionar o carro um pouco mais longe do trabalho ou até mesmo dispensar a faxineira e fazer por si mesma as tarefas domésticas? Você só tem a ganhar.


4 - Cultive guarda-roupa enxuto. A francesa não se importa em ter apenas dez (boas) peças no armário. Quantidade não é qualidade, e a opção é sempre investir em poucas, mas boas coisas. Acha dez peças pouco? Ok, é pouco. Não precisa ser tão radical. Dê uma faxina geral no armário, doe o que não usa mais e fique apenas com o que é realmente necessário. Invista em diferentes combinações e você nunca vai parecer maltrapilha.


5 - Organize sua bagunça e diga não ao consumismo. Na casa onde morava, Jennifer não viu bagunça um dia sequer. Além de organizados e práticos, as pessoas da família não cultivavam o hábito de consumir (qualquer coisa) exageradamente. Guardar ou comprar objetos demais dificulta a arrumação e é um prato cheio para caos. Assim como foi feito com o guarda-roupa, tente se livrar daquilo que não tem mais serventia e viva em um ambiente arrumado.

 


O Livro “Madame Charme - Dicas de estilo, beleza e comportamento que aprendi em Paris” é da Editora Agir e custa apenas R$ 39,90, a arte é de André Mello. Uma ótima dica de presente, até mesmo para se dar de presente.

 

Texto Luh Guedes | Fonte: Mandame Charme | Fotos: Reprodução

@LuhGuedes

www.devaneiosdeumacamaleoa.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário