quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Diário de Gestação: O que mudou?

olhos


Em homenagem a minha irmã, começo essa postagem com esse gift que ela me mandou... rs


No primeiro capítulo de Diário de Gestação (leia aqui) fiz um descritivo dos 3 primeiros meses de convivência com o bebê e com as pessoas ao meu redor.


Agora, de quase 7 meses vou falar um pouquinho do que mudou (ou melhorou, ou piorou).


*****


* Meus enjoos praticamente extinguiram. De vez em quando tenho algum "Chilique" referente a isso. Quando estou nos dias ruins de enjoo, já sei o que consigo e o que não consigo comer.


* Ainda falam asneiras na minha orelha, tem gente que parece que não se cansa de contar histórias desagradáveis de mulheres que ficam mal no parto e crianças que morrem ou sei lá mais o que. Mesmo cortando com meu nível master de grosseria, ainda tem umas babacas mau amadas pra falar asneira.


(sim, estou cada dia mais grossa e com a tolerância muito muito menor)


* Os conselhos desnecessários diminuíram muito, talvez porque eu tenha assumido a postura de estar acostumada com a situação e de que sei o que estou fazendo, e cortei contato (até com pessoas próximas pra me poupar).


* Tive alguns probleminhas de hidratação que refletiram na minha pele, ela ficou seca e até descascou, resolvi isso com esfoliação leve caseira e hidratar com os hidratantes específicos para pele e claro, aumentando em 90% a ingestão de água, rs. Alguns cremes e óleos eu indico nesse post aqui.


* Estou com 69kg .. agora a parada está tensa rsrsrs


* Comprei a calcinha de gestante (Skala), informação completamente desnecessária e, se a sua barriga for pequena como a minha, nem gaste seu dinheiro com isso, não sustenta nada, coça e esquenta a barriga! Compre calcinhas normais e mais larguinhas, só pra não ficar marcando na lateral e fazer aquela divisão horrorosa.


calcinha gestante


* Algumas pessoas que se dizem "amigas" estou vendo que não são tão amigas (pra variar, a gente descobre quem tá do seu lado nessas horas). Eu sempre corro atras das pessoas, um costume meu, querer saber como estão etc, mas honestamente, nessa fase que estou, conto com 1% de meus contatos que me ligam ou mandam msg simplesmente pra saber como estou e não para pedir algo. Fui idiota muito tempo.


* Estou partindo da filosofia "Quer me ver? Levanta a bunda e vem me ver" e não fica me cobrando que eu não apareço. Eu apareci muito tempo, agora é hora de ser procurada! E também nem respondo mais para aquelas mensagens tipo: "oi, como vc está?" e vc responde toda feliz e a maldita da fulana vem pedindo favor ou informação. TOMÁNUCÚ beleza?


* Em vista dessa minha atitude de não "procurar" as pessoas como elas estão acostumadas, como a trouxa aqui fazendo tudo, muitas se afastaram. Sei que o interesse deve ser recíproco, mas estava unilateral fazia tempo.


**********


No presente momento meu único desconforto é o de fazer bastante xixi rsrsrsrs e o de não me ver bonita, mas sim gorda. Não coloco uma roupa que seja e que eu olhe no espelho e diga: "estou linda grávida". Tenho mantido o cabelo bem hidratado e sempre arrumado, a make básica e roupinhas ainda de quando não era grávida (com exceção das calças, farei um post sobre elas). Mas isso é comigo, e não com as pessoas ao meu redor.


Meu marido até falou fim de semana "pára de reclamar da condição que vc está" e eu entendi que estou passando não estar feliz grávida. Muito pelo contrário, estou feliz pra caramba! Super mesmo! Mas quero mostrar que talvez não seja só eu que estou me sentindo assim. Algumas outras gestantes já concordaram comigo que, apesar da felicidade incondicional e inexplicável de sentir o bebê mexer, é muito complicado ser gestante. Talvez alguém se sinta compreendida, coisa que só me sinto compreendida por aquelas amigas que viraram "mãe" mas não deixaram de ser "mulher"...está claro isso??? ah, sei lá!


É muita coisa na cabeça, não pára! Graças a Deus tenho um marido maravilhoso que está me ajudando e me apoiando. Essa fase não é fácil.


Só o que sei é que estou esperando um bebê lindo e que vai nos trazer muita alegria. Esse é um momento nosso (meu marido e eu) e quem estiver disposto a ajudar sem invadir e querer dominar o nosso momento será bem vindo.


Boa sorte para nós gestantes ....


Até o próximo desabafo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário