terça-feira, 29 de outubro de 2013

A crise social da Gestante no treino com pesos

gestante


Muito tem se falado da tal gestante que pratica treinamento de alta intensidade.


Sou profissional da área, gestante, e vamos esclarecer algumas dúvidas e conceitos comuns.


Em primeiro lugar: Atividade física na gestação NÃO É PRA TODO MUNDO e só deve ser feita com autorização médica.


Como? Ficou bege? Chorou?


Pára e pensa queridos e queridas!


Não é indicado que a gestante INICIE uma prática de atividade física intensa durante sua gestação. Caso ela seja atleta e já esteja habituada com isso a indicação de conceito comum é a de que ela continue praticando exercício de alta intensidade, desde que esteja com a orientação de um profissional capacitado.


Outra coisa que a gestante e os profissionais que a orientam devem ACEITAR é a de que: O QUE O SEU MÉDICO FALA É LEI.


Se o médico NÃO AUTORIZAR você não deve fazer. É a vida do seu bebê e a sua saúde que estão em jogo. Se você não concorda e não confia no seu médico, procure outro, mas esteja "assistida".


Meu caso: sempre treinei musculação, funcional, corria e dava aulas de ginástica e no começo de gestação tive um início de descolamento.


DESCOLAMENTO: Quando ocorre um descolamento, o suprimento de oxigênio e de nutrientes para o bebê pode ficar comprometido e pode ocorrer um sangramento grave, perigoso tanto para o filho como para a mãe. Esse tipo de condição aumenta o risco de o bebê ter problemas para crescer dentro do útero (se o rompimento é pequeno e passa despercebido), de nascer prematuramente ou até, em casos extremos, de não sobreviver. (Fonte BabyCenter)


Meu médico me proibiu de atividades de impacto, treinamento funcional e treinamento com pesos e me deixou uma semana de repouso.


Tive dores e mau estar durante esse período.


Claro que me revoltei, mas até caminhada estava doendo no baixo ventre (vulgo pé da barriga).


E pela citação vamos ao outro ocorrido comigo: com 7 meses tive contrações que não me foram prejudiciais, mas precisei tomar uma medicação para evitar o parto prematuro. Se eu não tivesse feito repouso e atividades leves o que vcs acham que teria acontecido. Pensem queridos e queridas, pensem.


Agora, se atividade física é pra todo mundo porque pra mim não foi? (e olha que faço dança desde os 2 anos de idade, já competi e treinei muito artes marciais e estava em atividade física regular)


Há uma máquina inconstante chamada corpo humano e, conversando com amigos mais antigos na área da educação física, um deles me falou o seguinte: "Tudo é uma incógnita, pode ser que dê certo e pode ser que não dê certo. Essa é sua primeira gestação, o médico vai ter muito mais cautela porque ele não te conhece, não sabe de suas reações."


Pois é .. então fiquei dos 3 meses (após liberação médica) até o 7 mês fazendo atividade leve, caminhada, condicionamento físico, exercício de pilates e fortalecimento de coluna (porque vou te dizer, é um peso extra muito considerável). Agora, faço apenas fortalecimento de coluna e alongamento, minha barriga está enorme e estou com dificuldade nos movimentos mais básicos.


Sabe a tal loira das fotos que "chocaram" sociedade?


Essa aqui óh:


gestante 2


Essa é a terceira gestação dela. O mínimo que ela sabe é identificar se está tudo bem, e o seu médico a autorizou fazer essa metodologia de treinamento ótimo pra ela.


ELA ESTÁ SENDO ORIENTADA E FOI AUTORIZADA A FAZER ISSO.


Portanto NÃO FAÇA NADA SEM AUTORIZAÇÃO MÉDICA E ORIENTAÇÃO DE PROFISSIONAL CAPACITADO.


E queridos amigos profissionais, vocês querem comprar essa responsabilidade? Em primeiro lugar o bem estar da mãe e a qualidade de uma boa formação para a criança. Se você tiver um bom diálogo com o médico de sua aluna será melhor para as duas partes.


idosos e musculação


Sou especialista em idosos e treinamento resistido. E defendo com unhas e dentes a prática de exercícios com peso. Geralmente só há melhoras. Mas tudo deve ser conversado com o médico. Afinal, nada é regra.


São condições especiais, que merecem atenção e limitação.


E pra fechar:


Durante a gravidez, o corpo sofre mudanças inquestionáveis, dentre elas: aumento na produção do hormônio relaxin, que aumenta a flexibilidade das juntas, mudança no centro de gravidade e assim também no equilíbrio da gestante e aumento do fluxo sanguíneo. Por isso é importante treinar com um profissional que esteja capacitado e que entenda essas mudanças e as necessidades que elas representam. Algumas alterações importantes e necessárias seriam a diminuição de peso, o cuidado na amplitude de movimento para que não seja muito grande e assim resulte em lesões pelas juntas mais soltas, com a temperatura corporal que não pode subir muito, com o nível de oxigênio que não pode abaixar, com exercícios de alto impacto como pular, dentre outros. Para isso, existem várias modificações que podem ser feitas durante o exercício e assim possibilitando que a gestante ainda possa ter um treino altamente eficiente. (Fonte - CrossFitt)


Gravidas podem sim se exercitar desde que tenham autorização médica e orientação de um profissional capacitado.



Bjuussss

Nenhum comentário:

Postar um comentário